16 de dezembro de 2008

Paula me inspirou


Continuando a publicação dos meus escritos antigos, esse próximo eu escrevi quando tinha seis meses de namoro com Paula e tinha ido estudar na Espanha. Estava com muita saudade.

DATA: 02 de julho de 2001, às 19:20hs.
OCASIÃO: em Barcelona.
TÍTULO: Desconhecido
EMENTA ORIGINAL: É interessante como um sentimento forte é maior que a distância e o tempo. Eu amo sentir isso. Faz bem. Mas sei que também faz chorar. Eu prefiro sorrir à vontade por tempo indeterminado do que limitar meu sorriso até alcançar o sonho.



Amor, é maior que o tempo; tudo espera.
É bem maior que a distância; tudo suporta
Dizem que o amor eterno não existe mais
Mas eu prefiro crer no que o amor é capaz

Amor – a essência do que há em mim
Amor – alegria que me faz viver assim

Eu sei que o amor faz chorar quando não é correspondido
Mas é bem melhor curtir o risco do que não viver
Dizem que a paixão é tudo, enquanto ela durar
Mas amor eterno existe, eu sei que posso encontrar


COMENTÁRIO: Não foi escrita de uma vez. A primeira estrofe foi feita no dia 02/07/2001, de caneta preta. O refrão, a segunda estrofe e as cifras estão escritos de caneta azul. Não está escrito, mas é baseado em 1Co: 13. Eis as cifras:

E, A

3 comentários:

Paulinha Rocha disse...

Meu amor, muito obrigada pelo carinho em ter postado algo tão íntimo nosso, revelendo para o mundo como é lindo nosso amor. A cada dia te amo mais, ao olhar nossos filhos, meu amor por vc crece mais e mais. Te amo sempre!
Paulinha

aldenio e luluca disse...

êita caba rimântico arretado!

Derik disse...

O cara é meu professor mesmo!!!hehehe...
amar é bom demais!!!
Muito legal ver o que tu escreveu e o que Paulinha complementou aqui no comentário!!! Que amor lindo o de voces!!beijo grande pra familia!

Derik