18 de julho de 2011

"Se nada nos confunde, provavelmente estamos aferrados a uma verdade insignificante."


Ainda me preparando para o Congresso DI (http://congressodi.tumblr.com/), decidi ler esse livro que o pessoal da organização me indicou. Vale a pena!

O livro demonstra que Jesus é o filho de Deus. Há muita coisa que não conseguimos entender e há muita coisa sobrenatural, mas há também muita coisa que a ciência explica e que conseguiremos entender, bastando que a gente tenha vontade de estudar.

Sobre isso, quero citar algo de outro livro, que tem tudo a ver com esse livro trata:

“Confusão não é sempre algo ruim. Se nada nos confunde, provavelmente estamos aferrados a uma verdade insignificante. (...) É picologicamente impossível adorar aquilo que é completamente apreendido. O divino precisa ter algo de qualidade indefinível para manter a devoção dos homens, pois, como os franceses dizem tão bem, “um Deus definido é um deus finíto”. ED RENÉ KIVITZ (O LIVRO MAIS MAL HUMORADO DA BÍBLIA)

1 comentários:

aldenio disse...

http://ideiasinigualaveis.blogspot.com/2011/06/more-than-carpenter.html,

hunf,,..